CNH provisória: o que todo motorista recém-habilitado deve saber

0

Você sabe o que é e quais são os principais cuidados durante a obtenção da CNH provisória? Caso você não saiba, nesse artigo, vamos esclarecer as suas principais dúvidas sobre esse assunto! 

A primeira CNH é o sonho de muitos brasileiros. Para muitas pessoas, esse é um dos principais objetivos a serem conquistados, seja para dar sequência na compra de um carro ou para fins profissionais. 

Porém, para a obtenção da carteira de trabalho, é necessário a realização de alguns procedimentos obrigatórios, exigidos pelo DETRAN  (Departamento Estadual de Trânsito). 

Portanto, é necessário que, antes de iniciar as aulas teóricas e práticas, o candidato realize exames médicos e psicológicos através de uma clínica credenciada pelo DETRAN. Após os resultados dos exames, caso esteja apto para a condução de veículos, o processo será iniciado. 

Dessa forma, é iniciada as aulas teóricas e práticas de acordo com a categoria. Após esse treinamento, o candidato será submetido a um teste prático com um avaliador do DETRAN e, somente após ser aprovado, o aluno poderá receber a sua CNH provisória. 

O que é a CNH provisória?  

A CNH provisória é um modelo de carteira, disponibilizada para os recém-aprovados. Portanto, quem vai tirar a sua habilitação pela primeira vez receberá uma Permissão para Dirigir, o que chamamos de PPD. 

Podemos dizer que, a CNH é um período de experiência para o motorista. Isso porque, é necessário alguns cuidados extras enquanto a CNH definitiva não é emitida. Portanto, o motorista deve redobrar a atenção para não cometer nenhuma infração grave ou gravíssima durante esse período. 

Como funciona a CNH provisória? 

Como já sabemos, é muito importante que o motorista não cometa nenhuma infração, principalmente, durante o período de experiência. Portanto, enquanto estiver com a CNH provisória, caso o motorista ultrapasse as infrações permitidas, perderá o direito a CNH definitiva e terá que iniciar o processo do zero, caso queira obter novamente a sua habilitação. 

Após um ano com a CNH provisória, o motorista poderá solicitar junto do DETRAN a sua carteira definitiva, porém, antes de ser liberada, o órgão analisará se houveram infrações nos últimos 12 meses.

Somente após essa conferência e o pagamento de uma taxa, a CNH definitiva será liberada para o motorista. O documento costuma ficar pronto de 5 a 7 dias após a data do pagamento da taxa. 

É importante enfatizar que, com a CNH provisória, não é somado pontos em cima das infrações cometidas. Esse sistema funciona somente quando o motorista possui a CNH definitiva. 

No entanto, para os motoristas-recém formados, caso cometam infrações, receberão uma multa de acordo com o nível da infração. O Código de trânsito brasileiro, prevê no artigo 258 o valor médio para cada tipo de infração, confira a seguir: 

  • Leves: R$ 88,38;
  • Médias:  R$ 130,16;
  • Graves:  R$ 195,23;
  • Gravíssimas:  R$ 293,47.

Mediante a essa informação, é de suma importância que o motorista recém-formado se atente para não cometer nenhuma infração grave ou gravíssima enquanto estiver com a CNH provisória, pois, qualquer irregularidade poderá impedi-lo de receber a sua CNH definitiva. 

Leave A Reply

Your email address will not be published.