Auxílio Emergencial foi cancelado! E agora?

0

O auxílio emergencial tem ajudado muitas famílias, mesmo após dois anos do início da pandemia. Muitas pessoas ficam em dúvida se irá continuar ativo, já que a pandemia do Covid-19 ainda é um terreno desconhecido em muitos aspectos.

A resposta para essa pergunta é: sim, embora de uma forma diferente.

O benefício do auxílio emergencial ainda será pago no ano de 2022, mas somente a uma parcela da população. As novas regras já entraram em vigor no início do ano. Confira as regras para ver saber se irá recebê-lo. Confira!

O que é o Auxílio Emergencial?

Em abril de 2020 o Governo federal criou o Auxílio Emergencial. Esse auxílio tinha como objetivo amortecer os impactos sociais e econômicos causados pelo novo coronavírus.

No início, o programa pagava 5 parcelas no valor de R$ 600,00 e 4 parcelas no valor de R$ 300,00. Cerca de 60 milhões de brasileiros foram contemplados

Mesmo tendo sido criado no início da pandemia, o programa do auxílio emergencial ficou ativo no ano seguinte, em 2021. No entanto, passou por algumas alterações.

Assim, os valores tiveram algumas alterações. Além disso, teve uma redução considerável nos pagamentos e no número de parcelas. Os requisitos para receber o pagamento também sofreram mudanças.

O auxílio emergencial em 2022

O Auxílio Emergencial foi prorrogado para o ano seguinte, 2022. No entanto, o valor das parcelas foi diminuído para R$ 400.

O governo liberou os valores de forma retroativa, sendo assim os primeiros pagamento referentes às cinco primeiras parcelas do ano de 2020. Contudo, apenas pais solteiros receberam esse valor, já que tinham o direito ao benefício, mas ficaram de fora na época.

Até então, o benefício contemplava somente mães solteiras. Isso fez com que muitos pais solteiros ficassem de fora do programa. Além disso, os valores também irão variar um pouco devido a data.

O auxílio emergencial foi cancelado?

O Governo Federal decidiu cancelar dois benefícios nesse ano de 2022. Um deles é justamente o Auxílio Emergencial, e o outro é o Bolsa Família.

Porém, isso não quer dizer que os brasileiros ficarão desemparados. Isso porque o governo anunciou que os benefícios cortados serão substituídos pelo Auxílio Brasil. 

Sendo assim, o Auxilio Emergencial teve seu valor inicial de R$ 600 reduzido para R$ 400. Esse novo valor será pago para cerca de 17 milhões de pessoas até o fim do ano.

Essa decisão foi tomada por conta do aumento da dívida pública, que foi agravada pelos gastos com o auxílio. Logo, uma alta quantia de dinheiro foi injetada no programa, aumentando a inflação.

Qual a diferença entre o Auxílio Brasil e o Auxílio Emergencial?

O Auxílio Brasil chegou para substituir o Auxílio Emergencial e o Bolsa Família. No entanto, existem algumas diferenças entre os benefícios.

Objetivo

A criação do Auxílio Emergencial se deu para ajudar pessoas que ficaram economicamente desamparadas por conta da pandemia do Covid-19. Em contrapartida, o Auxílio Brasil veio substituir o Bolsa Família, tendo sido criado para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social, pobre e extrema pobreza.

Beneficiários

Enquanto o público que tinha direito ao Emergencial era muito mais amplo, no caso do Auxílio Brasil é um pouco mais restrito.

No caso do primeiro, tratava-se de pessoas atingidas pela pandemia. Já o segundo tinha pessoas em situações sociais críticas como alvo. O Auxílio Emergencial foi pago para 107 milhões de brasileiras. Por sua vez, o Auxílio Brasil irá beneficiar cerca de 17 milhões de famílias.

Valores

Outra diferença é o valor dos dois benefícios. O governo definia o valor do Emergencial de acordo com a composição familiar. Assim, o benefício contava com 5 parcelas de R$ 600 e 4 parcelas de R$ 300. Isso no ano de 2020. Já em 2021, esses valores foram alterados e contava com 7 parcelas.

Todavia, o Auxílio Brasil irá ter dois pagamentos, sendo um fixo e um temporário. O pagamento fixo é referente ao valor do Bolsa Família, enquanto o temporário será referente ao auxílio emergencial.

O valor terá reajuste de 20%. Essa variação irá garantir que pelo menos R$ 400 sejam pagos aos beneficiários até o final desse ano.

Número de parcelas

Outra alteração feita foi a quantidade de parcelas do benefício. Por conta disso, terá uma pequena redução nos pagamentos.

O Auxílio Emergencial iniciou-se em abril de 2020 e teve seu último pagamento em outubro de 2021. Assim, foram pagas um total de 16 parcelas do programa entre os anos de 2020 e 2021.

Contudo, o Auxílio Brasil foi iniciado logo após o fim do programa anterior, no mês de novembro. Dessa forma, tem a estimativa de continuar a ser pago até o final de 2022.

O calendário de pagamentos irá ter como base o número final do NIS, ou seja, Número de Identificação Social. Para consultar o calendário basta acessar o site do Governo Federal.

Leave A Reply

Your email address will not be published.